CURSOS DE VERÃO 2020

Inauguramos com muita alegria esse projeto que oferece diversos cursos artísticos intensivos na área de teatro, musica, dança entre outros no período da manhã e tarde nos meses de janeiro e fevereiro.

Nossa proposta é ocupar a casa com propostas potentes de projetos convidados altamente qualificados nos meses de janeiro e fevereiro.

Janeiro

11 e 12/01 - Vai sacudir, vai abalar com Helena Araujo: 14h às 18h

Carga Horária: 12 horas

13 a 17/01 - Colonia de férias Alegria Alegria com Gabriela Varela: 13h30 às 17h30
Carga Horária: 20 horas
18 e 19/01 - Workshop de Dança de salão contemporânea com Paola Vasconcelos e Samuel Samways + Salão Experimental: 18/1 de 16h as 22h e 19/1 de 15h às 18h.
Carga horária: 6 horas

18 e 19/01 - Curso Intensivo de Yoga com Pedro Salazar e Leandro Ushoa: 10h30 às 12h30
21 a 25/01 - Curso Intensivo de Yoga com Pedro Salazar e Leandro Ushoa: 10h às 17h
Carga Horária 34 horas

22 a 24/01 - Brincando de Circo com Jean Fontes: 14h às 16h 
Carga Horária: 6 horas

25 a 26/01 - Oficina de Confecção de Instrumentos de Percussão recicláveis com Fábio Nagô: 10h às 13h e de 14h às 17h 
Carga Horária: 12 horas

26 a 31/01 - Kundalini Yoga Entre(laces) com Giseli Martins: 14h às 17h

Carga Horária: 15 horas
27 a 31/01 - Oficina intensiva de produção cultural - com Carlos Eduardo Ramos: 16h às 18h
Carga Horária: 10 Horas

Fevereiro

01 e 02/2 - Introdução And Lab com Fernanda Eugênio e Coletivo Corposições: 14h às 19h
03 a 9/02 - And Lab com Fernanda Eugênio e Coletivo Corposições: 10h às 18h30
Carga horária: 52 horas
07 a 9/02Curso Intensivo de Dança de Salão Contemporânea com Brigitte Wittmer, Ian Pacheco, e Paola Vasconcelos: 07/2 19h às 22h 8/2 de 19h às 22h30 e 9/2 de 18h às 23h.
Carga horária: 11,5 horas
08 e 9/02 - Atuar em Coro, voz em ação - Felipe Tupinambá e Matheus Gomes da Costa: 10h ás 17h
Carga Horária: 12 horas
10 a 14/02 - Culturas Somáticas e Processos Criativos com Paulo Mantuano e Dani Lima: 10h às 13h
Carga Horária: 15 horas
10 a 13/02 - Maquiagem e fantasia para Carnaval com Gabriela Kolto: 14h30 às 17h
Carga Horária: 12,5 horas
17 a 20/02 - Roteiro para Video Dança com Michel Schettert: 14h às 17h
Carga Horária: 12 horas

 

Vai sacudir, vai abalar

com Helena Araujo

11 e 12/01 14h às 18h

Vamos usar o espaço, tirar um momento para nos conhecer, mover e compartilhar… Vamos nos permitir acessar nossa imaginação, sermos afetados pela nossa própria fisicalidade, desabrochar nossa intuição, reconhecer técnicas e, eventualmente, considerar tudo como um experimento. Não há erros, nem fracasso, nem sucesso, apenas movimento e criação. Vai sacurdir, vai abalar é uma prática baseada principalmente na improvisação com a mistura de técnicas de dança e teatro. É uma entrega constante de tarefas e situações projetadas para fazer o praticante confiar completamente em suas capacidades artísticas e explorar diversas maneiras de olhar para o espaço, objetos, texto, voz e linguagem de movimento. Portanto, tentaremos criar juntxs um ambiente em que todxs nós sentimxs convidadxs a compartilhar poderes ocultos, fantasias, memórias e vulnerabilidades e, claro, sermos influenciadxs uns pelos outros. Convido então para essa viagem todxs xs movers, bailarinxs, performers, atores e interessadxs em performance de todos os níveis.

Contribuição: 
Antecipada: R$ 100 reais até o dia 6/01

Sugerida: R$ 120

Inscrições:

email: helenabfaria@hotmail.com

Helena Araujo iniciou seus estudos de dança no Rio de Janeiro junto com os estudos de teatro. Em 2010, ela se mudou para a Inglaterra para se dedicar à dança na escola Rambert School of Ballet e no Contemporary Dance (UK). Dois anos depois, Helena ingressou na Salzburg Academy of Experimental Dance, SEAD, em Salzburgo, na Áustria e em 2014 se mudou para a Bélgica e se formou no Royal Conservatory of Antwerp, Artesis. Desde então, trabalhou com o grupo de performance T.R.A.S.H (NL), em colaboração com Evangelos Biskas (NL/GR), Renan Martins (PT/BR), Ivo Dimchev (BG), Pietro Marullo (IT/BE), com a companhia VERTEDANCE/ Petra Tejnorová (CZ), Martin Talaga (SK/CZ) e entre outros. Além disso, Helena também lecionou como professora convidada no CultuurCentrum Strombeek Bever (BE), NewSpace (BE), Studio Alta (CZ) e Fontys Academy of Circus e Performance Art (NL)

Condução Mútua - Dança de Salão Contemporânea

com Paola Vasconcelos e Samuel Samways

18/01 16h às 19h

19/01 15h às 18h

A oficina é voltada para praticantes (profissionais, amadores, iniciantes e iniciados) das danças sociais a dois, danças de salão, contato improvisação, dança contemporânea, interessados em técnicas para duos e pessoas que buscam ampliar seu estado de conexão consigo e com os outros através da dança. A Dança de Salão Contemporânea é uma releitura da dança de salão tradicional, pensada como prática social e como atividade artística. Esse encontro entre os profissionais Paola Vasconcelos e Samuel Samways pretende aprofundar as possibilidades de desconstrução dos papéis de gênero na dança de salão. Buscando articular experiências em uma forma de dança de salão que seja fluida e sem representações heteronormativas. Essa oficina será ministrada por esses dois profissionais que fazem parte de uma rede de profissionais que tem articulado politicamente e esteticamente um movimento na dança de salão que reinvente modos de fazer essa prática. No sábado após a oficina haverá o Baile Salão Experimental. Espaço de experimentação e danças a dois e musical, onde a proposta é justamente viabilizar um espaço de dança de salão livre de estruturas pré-concebidas

Contribuição: 
Antecipada: até 11/01 - R$150

Sugerida: R$ 160,00/ 180,00/ 200,00

Inscrições:

email: pavasconcelos.14@gmail.com

Paola Vasconcelos Professora, bailarina e coreógrafa de dança de salão e tango. Desde de 2012, vem desenvolvendo pesquisas artísticas e acadêmicas nas intersecções entre a dança de salão e outras artes da cena como a dança contemporânea e o malabarismo. Tendo como norteador para seus processos repensar criticamente comportamentos e modos de dançar vigentes na dança de salão, como o machismo e a heteronormatividade. Sua pesquisa de doutorado na Unirio, tem se proposto a repensar essas abordagens contemporâneas na dança de salão, como o Tango Queer. Licenciada em Dança e Mestre em Artes Cênicas pela Universidade Federal do Rio Grande do Sul.

Samuel Samways: é graduado emComunicação Social; também cursou Cinema e Video, na Faculdade de Artes do Paraná. Iniciou sua trajetória na dança em Curitiba, tendo como linguagem formadora a dança de salão. Durante sua formação, percorreu diversas influências e linguagens através de cursos ministrados por profissionais nacional e internacionalmente reconhecidos. Professor de dança desde 2006, ministrou aulas e cursos em escolas de dança nos EUA, Canadá, Portugal, França, Alemanha e em várias cidades do Brasil. Desenvolve pesquisa em dança de salão contemporânea, trabalhando a fusão de elementos de danças tradicionais brasileiras (frevo, coco, maracatu, capoeira) com técnicas da dança de salão, contato improvisação e dança contemporânea. Foi bailarino e coreógrafo na Mimulus cia dança (Belo Horizonte); bailarino no grupo de dança Sala B (Belo Horizonte); fundador do coletivo de dança Terceira Margem (Belo Horizonte); e atualmente é bailarino no Camaleão Grupo de Dança. Dançou em importantes festivais, nacionais e internacionais, como Plataforma Rio 2012, Festival O Boticário na Dança, Circuito Cultural Paulista, Festival Internacional De Dança do Recife, Holland Dance Fest, Joyce Theatre NYC e Jacob’s Pillow Dance Festival. Atualmente é residente pesquisador do Centro de Formação Artística e Tecnológica – Cefart, da Fundação Clóvis Salgado (Belo Horizonte), onde desenvolve pesquisa em dança de salão contemporânea, com ênfase na crítica aos papeis de gênero associados às danças a dois. Desenvolve a técnica de Condução Mútua como método para adesconstrução do machismo e da heteronormatividade na dança de salão

 

Brincando de Circo

com Jean Fontes

22/01 14h às 16h

23/01 14h às 16h

24/01 14h às 16h

A proposta da oficina é desenvolver as técnicas circenses de maneira lúdica e divertida para as crianças, realizando atividade em que ao mesmo tempo que as crianças brincam e se divertem, elas desenvolvam a comunicação e o contato com os outros, desenvolva a coordenação motora e também a atenção e criatividade. As técnicas de circo são adaptadas e passadas através de jogos e brincadeiras, o intuito não é apenas aprender a realizar uma técnica, mas se divertir enquanto tenta aprendê-la. O público alvo da oficina são crianças com idade entre 05 a 12 anos.

Contribuição: 

Antecipada: R$200 | Até dia 12/01

Sugerida: R$ R$225 para os três dias | R$80 reais por dia avulso

 

Inscrições:

​email: jean.vitor37@gmail.com

formulário: https://forms.gle/LseicD6mj33SRhBCA

Jean Fontes é ator e artista circense, possui graduação em Psicologia e atualmente cursa mestrado na UFRJ. Está no meio artístico à 10 anos, atuando tanto como ator/artista circense, quanto professor de circo-teatro. Estudou durante 2 anos o curso de Teatro, Música e Circo, oferecido pela Cia Cuca de Teatro (BA) no Ponto de Cultura-Cultura Mais Circo. Estudou também no curso de qualificação artística em circo realizado pela FUNCEB-BA, com duração de 60h. Além disso fez diversos cursos livres e oficinas na área de teatro, circo e música. Participou de Festivais de teatro e circo como FENATIFS (BA), Festival Baiano de Escolas de Circo – Circo Picolino (BA) e FESTAC (BA) com apresentações de espetáculos e também no FILTE (BA) através de um intercâmbio cultural. Atuou no grupo NUCCA - Núcleo Circense da Cia Cuca de Teatro (BA) e no momento atua de maneira independente no Rio de Janeiro (RJ). Registro Profissional: 0010395/ BA - Função: Acrobata, Ator, Equilibrista e Malabarista - Data: 28/02/2018 Registro Profissional: 0000513/BA - Função: Diretor de Produção - Data: 28/02/2018

Kundalini Yoga (Entre)laces

com Giseli Martins (Gurudeva kaur)

26 a 31/01 14h às 17h

A experiência : Entrelaces é uma imersão de descoberta para criar conexão e intimidade com você mesmo e com o modo que você experimenta e se relaciona com os seus relacionamentos. Nesse processo teremos como fio condutor vivências potentes do kundalini yoga e da dança para descobrir, tatear e construir essa experiência. Percorrendo com delicadeza os meandros e entornos das nossas relações seremos Convidadxs a adentrar nessa vivência com o nosso corpo e emergir na experiência com o outro percebendo muitas possibilidades que se formam nessas interações. O grupo será o encontro para percorrermos esses MultiUniversos dentro e fora de nós.
Descrição completa do curso:*
* o primeiro relacionamento, antes de existirmos - desafios da alma - família biológica - a experiência do finito e infinito dentro de nós - vivências para ressignificar nossas experiências dentro da perspectiva infinita - dança cósmica 
* Você com você - experimentando você mesmo- espaço sagrado - seu Sat Nam sua singularidade em você - biologia e os impactos dentro de nossa psique e os traumas - mudança e transição - somos Ek Ong kar - vivência para liberar traumas
* Você e o outro - reconhecer que o outro e você e ao mesmo tempo é (outro) - identificando seus sentimentos e sua autenticidade em diferentes relacionamentos - como recebemos o outro - caminhar no desconhecido do outro - ser autêntico e criar experiências autênticas - a importância de perceber os instintos sem nega- los e recursos para para lidar com eles - feminino e masculino - princípios universais da polaridade - entender diferenças como complementares - dançar com os paradoxos - conexão para gerar intimidade com comunicação autêntica - sexualidade consciente.

Kundalini yoga: é um processo cuja estrutura está desenhada para transformar, alinhar e elevar nossa energia interna. Ela nos ajuda gerando a energia necessária para ativar nosso potencial criativo e singular. Na experiência com o Kundalini yoga, os centros energéticos de consciencia, denominados chakras são alinhados e ativados. O campo sutil da nossa aura é fortalecido, nossos sistemas endócrinos, fisiológicos e imunológicos são reorganizados gerando equilíbrio e saúde para o nosso corpo físico. Todos os meridianos do corpo recebem muita energia.

Contribuição: 
Antecipada: até 20/12 - R$200

Sugerida: R$ 275

Inscrições:

Não é necessário ter nenhuma experiência anterior
Email: giselimartinsbio@gmail.com

Giseli Martins (Gurudeva Kaur, Professora de Kundalini yoga desde 2010 com formação nível I pela ABAKY, Belo Horizonte, certificada pelo KRY (Kundalini Research Institute). Possui especialização em yoga Pré-Natal e Pós-Natal, preparação para o parto consciente para casais pela 3HO Brasil, SP. Possui especialização no Kundalini yoga em nível II nos cursos: Relacionamentos Autênticos, Comunicação Consciente e Mente e Meditação pela ABAKY, BH, certificada pelo KRY (Kundalini Research Institute). Bióloga com especialização em ensino de ciências com ênfase em Biologia e Química. Ensinou Biologia em escolas e em espaços não formais de ensino, trabalhou como biologista molecular e na área de educação ambiental. Possui experiência profissional como mediadora. Formação em Teatro pela Fundação das Artes (SCS) e Teatro do Oprimido na Uni Rio. Formação em Composição Coreográfica com Diego López e formação em pilates. Atualmente estuda dança com o bailarino Diego López e já começa integrar a dança e a poesia que são suas paixões nos seus trabalhos. Idealizadora e facilitadora do Retiro de Kundalini yoga. Idealizadora e facilitadora da Imersão de Kundalini yoga e Gongo Terapia no RJ.

Oficina intensiva de produção cultural

com Carlos Eduardo Ramos

27 a 31/01 16h às 18h

Um projeto cultural, ou a concepção de um evento público, precisam de algo mais do que boas ideias e inquietação artística para poder acontecer. Botar a mão na massa e definir em poucas palavras toda uma gama de inquietações criativas e de objetivos nem sempre é fácil, mas é um exercício necessário. Cada vez é mais necessário ao artista e produtor desbravar novas e boas práticas profissionais. A OFICINA INTENSIVA DE PRODUÇÃO CULTURAL pretende apresentar os caminhos para o artista-empreendedor, auxiliando-o nos procedimentos formais de produção (como leis de incentivo) e lançando luz sobre as novas maneiras de se produzir cultura. Cada participante poderá desenvolver um projeto próprio, com acompanhamento individualizado do monitor. Aula 1: Apresentações iniciais / Redação de projetos / Definições acerca de “evento da cultura” e “cultura de evento”

Aula 2: Redação de Projetos / A importância de Justificar o seu projeto / Cronograma de Atividades /

Aula 3: Orçamento / Acessibilidade e Democratização /

Aula 4: Leis de Incentivo / Parcerias com Empresas e Centros Culturais

Aula 5: Processo de Captação / Financiamento Coletivo

Contribuição: R$ 190

Inscrições:

email: tresnaroda@gmail.com

Eduardo Ramos é ator - bacharel em Teoria do Teatro pela UNIRIO, produtor e curador cultural. Proprietário da Dezesseis Produções Culturais, criou e viabilizou o Projeto 3 na Roda - Leitura em Movimento. Aprovou, desde 2012, treze diferentes projetos em editais públicos, dentre eles "Minotauro" (Prêmio Myriam Muniz), "A Jaca e a Jaqueira - A Árvore que Virou Vilã" (Prêmio Viva a Cultura - Políticas para a Infância), "Rio de Todas as Letras", entre outros. Articulou eventos de teatro-coorporativo para empresas como PETROBRAS, ELETRONUCLEAR, NIELY, CULTURA INGLESA, TECHNIP e outras. Em 2017 foi curador do Espaço Cultural Três na Roda promovendo cursos, performances musicais, e saraus literários. Atuou e liderou quatro diferentes projetos dentro do Festival Paixão de Ler 2018. Ministrou Oficina de Produção Cultural para o ICICT-Fiocruz e, desde abril de 2018, ministra a OFICINA INTENSIVA DE PRODUÇÃO CULTURAL. Também trabalha com oficinas populares de empreendedorismo e gestão do Terceiro Setor pelo sistema SESC-Fecomércio Rio. Faz a gestão de editais públicos do Teatro do Nada (Rio de Janeiro) e Grupo Casa (Campo Grande-MS).

And Lab com Fernanda Eugênio e Coletivo Corposições

com Fernanda Eugênio em conversa com Guto Macedo, Iacã Macerata, Letícia Barbosa, Mariana Pimentel

01 e 02/02 14h às 19h

03 a 9/02 10h às 18h30

Ao abrir o processo de construção da próxima edição do Lab Verão AND Brasil (edição #3 Rio de Janeiro, prevista para 1 a 7 de fevereiro com o tema NO IRREPARÁVEL, AGORA: TÁTICAS PARA CORPORIFICAR FRANQUEZA E SENTIR FIRMEZA), sob a forma de um encontro experiencial, desejamos multiplicar as perspectivas de com-posição deste percurso, escutar outres e outros modos de frequentar e enfrentar inquietações comuns, além de iniciar desde já a partilhar algumas das práticas e questões que serão desdobradas no Lab.

Vamos apresentar as duas novas ferramentas-conceito do Modo Operativo AND,FRANQUEZA e FIRMEZA, que serão desdobradas no Lab de fevereiro, e experimentar os seus usos para um trabalho encarnado de reparagem e testemunho de si, abrindo caminho para sentir-pensar juntes as questões complexas e paradoxais que, de modo pungente, nos interpelam contemporaneamente: Como reparar (n)o Irreparável do mundo-como-É? Como construir, no sensível, caminhos para a efetuação de um mundo-como-E? Como matar o sistema (em nós) sem morrer?

O Modo Operativo AND, em especial nas suas inflexões mais recentes trabalhadas nas linhas de pesquisa do AND Lab, "ANDbodiment" e "AND Cuidado", funcionará como ferramenta para esta pesquisa encarnada, que parte de uma abordagem à corporeidade como campo de lutas político-afetivas e instância de formulação, imaginação e encarnação do que queremos e podemos enquanto comunidades.

Contribuição: 

▪️Custo integral do curso: R$1250
▪️Custo da participação somente no workshop de introdução ao MO_AND: R$ 250
▪️Custo de participação somente na semana de desdobramento: R$ 1000 (somente para pessoas que já tenham realizado ao menos um curso introdutório ao MO_AND)
▪️Os valores podem ser parcelados em até 3 vezes para inscrições realizadas em novembro de 2019 (nov/dez/jan), em até 2 vezes para inscrições realizadas em dezembro (dez/jan) ou à vista a partir de janeiro.
Para quem NÃO PODE PAGAR*** o valor completo, oferecemos os seguintes descontos e bolsas (aplicáveis somente a inscrições para o curso inteiro):
🖤 DESCONTO PARA INSCRIÇÕES ANTECIPADAS:
▪️FAIXA#1, até 29 de novembro de 2019 (40%) = R$750 (em até 3 parcelas nov/dez/jan)
▪️FAIXA#2, até 31 de dezembro de 2019 (30%) = R$875 (em até 2 parcelas dez/jan)
▪️FAIXA#3, até 20 de janeiro de 2020 (20%) = R$ 1000 (somente à vista)

Inscrições:
email: andlab.rj@gmail.com

Curso Intensivo de Dança de Salão Contemporânea

com Brigitte Wittmer, Ian Pacheco e Paola Vasconcelos

07/01 e 08/01 19h30 às 22h

09/01 18h às 23h

As abordagens contemporânea na dança de salão surgem com intuito de reinventar os modos de produção e estético da dança de salão. Dentro dessa rede que tem articulado propostas alternativas a essa prática, surge o projeto aula-baile de dança de salão contemporânea, idealizado por Brigitte Wittmer e Paola Vasconcelos no ano de 2019. Pensando em uma prática de dança a dois que deseja destituir os papéis de “dama” e “cavalheiro”, a norma da “heterosexulidade”, e a necessidade de uma condução fixa por um único sujeito. Nessa versão intensiva em parceria com o professor Ian Pacheco vamos abordar princípios da condução compartilhada à partir de três danças específicas o Tango, Forró e o Zouk dando acesso a essas práticas através de outros caminhos. Priorizando um trabalho de consciência corporal, improvisação e autonomia nos corpos presentes. Serão três dias de oficina os quais encerraram com um grande baile para se experimentarem as propostas aprendidas em um espaço livre de criação.

Contribuição: 
Antecipada: até 05/02 - R$150

Sugerida: R$ 200

Inscrições:

email: pavasconcelos.14@gmail.com

Brigitte Wittmer A dançarina e coreógrafa Suíça, Licenciada em Dança pela Faculdade Angel Vianna, desenvolve a técnica de condução compartilhada, uma dissociação dos papéis tradicionais na dança a dois. Nos seus trabalhos ela co-relaciona a sua pesquisa em dança contemporânea, educação somática e Yoga, procurando o entendimento e potencialização do próprio corpo em movimento e leva isso para a dança a dois - construindo uma dança pautada pelo diálogo corporal que parte da compreensão de que dançar é uma linguagem expressiva a onde cada integrante da dança traz a sua história para compartilhar com o outro. Atualmente ela é integrante da Companhia Motirô (RJ), companhia de artes cênicas independente, é parte do coletivo de dança e tecnologia Kinetic.Lab (RJ), e administra aulas de Zouk Brasileiro, dança contemporânea e Yoga, pelo Brasil e Europa.

Ian Pacheco Anos dançando e trabalhando com dança, sempre em prol da liberdade e criatividade. Compreender a conexão que podemos vivenciar ao dançar com outra pessoa e trabalhar na descoberta do que nos impede de estar presente. Nos últimos anos vem trabalhando com uma abordagem contemporânea na dança de salão, desconstruindo sua forma tradicional e pesquisando novas possibilidades de condução e construção da dança. Pesquisa também uma filosofia denominada Dancô, que estuda a criação de uma dança totalmente nova a partir da conexão de duas ou mais pessoas. Além do Rio de Janeiro, já ensinou em Praga, Canadá, Havaí, Los Angeles, Nova York, Porto Alegre, Porto Seguro e Suiça.

Paola Vasconcelos Professora, bailarina e coreógrafa de dança de salão e tango. Desde de 2012, vem desenvolvendo pesquisas artísticas e acadêmicas nas intersecções entre a dança de salão e outras artes da cena como a dança contemporânea e o malabarismo. Tendo como norteador para seus processos repensar criticamente comportamentos e modos de dançar vigentes na dança de salão, como o machismo e a heteronormatividade. Sua pesquisa de doutorado na Unirio, tem se proposto a repensar essas abordagens contemporâneas na dança de salão, como o Tango Queer. Licenciada em Dança e Mestre em Artes Cênicas pela Universidade Federal do Rio Grande do Sul.

 

Atuar em coro: voz em ação

com Felipe Tupinambá e Matheus Gomes da Costa

08 e 9/02 10h às 17h

Felipe Tupinambá e Matheus Gomes da Costa propõem conjuntamente exercícios de improvisação em coro com o intuito de disponibilizar os participantes à experiência de criação.

O curso oferece um trabalho intensivo de pesquisa da corporeidade da voz no trabalho do ator. Propomos um mergulho na potência vocal, na pesquisa de sua projeção, timbre e melodia, investigando também a criação musical, o improviso e o canto falado como recursos para desenvolver o canto. Através de jogos, treinos e exercícios de escuta em grupo vamos expandir nossa percepção musical integrando corpo, espaço e a relação.

Com as improvisações em coro com as meias-máscaras expressivas, pretendemos exercitar a percepção de si a partir da escuta e da relação com o outro, em busca de uma experiência viva e emancipatória. Inspirada em práticas artístico-pedagógicas de Jacques Lecoq e do Théâtre du Soleil, a proposta lança um novo olhar para a experiência da ação física, como investigada por Jerzy Grotowski e Constantin Stanislávski.

Contribuição: 
Antecipada: até 20/12 - R$200

Sugerida: R$ 250

Inscrições:
email: contato.jogomusical@gmail.com

Felipe Tupinambá é Musico multi – instrumentista performer e pesquisador da improvisação como método pedagógico e campo de comunicação. Tem diversas formações e pesquisas no campo do canto e da criação em tempo real. o Taketina com Henning von Vangerow (ALE), Beat Box e Coral inteligente com Tobias Hug (EUA). Percussão corporal com Fernando Barba (Barbatuques) e Keith Terry (EUA). Musica Coral Africana com Kofe Gbolonyo (GAN). No campo da improvisação dirigida estudou Conduction com Guilherme Peluci, Soundpainting com Taiyo Omura e Benjamin Nid (FRA) e percussão con Senas com Santiago Vásquez (ARG) Pesquisa a linguagem do Soundpainting há dois anos junto ao Soundpainting Rio tendo feitas diversas performances com Cineconcertos. Participou do Corão da Escola Portátil de Musica e do Coral da AMMOR. É formado em Biodanza e Musica Orgânica, abordagem musical terapêutica que propõe a harmonização do homem com a natureza através do canto, do trabalho em grupo e da musica coletiva. Atualmente Dirige a Cia de Improvisação Vocal EVOCAIS junto com Brena Marinho, dá aulas de canto e é um dos membros fundadores do Espaço MOVA, coletivo artístico e centro de pesquisas no campo da arte e improvisação

Matheus Gomes da Costa é Mestre em Artes Cênicas pela Universidade Federal do Estado do Rio de Janeiro (UNIRIO), onde também cursou a Licenciatura em Teatro e o Bacharelado em Interpretação Teatral. Pesquisa o Jogo da Máscara e a Experiência do Coro na Pedagogia do Ator e do Teatro. Suas práticas inspiram-se nas propostas artísticas e pedagógicas de Jacques Copeau, Étienne Decroux, Jacques Lecoq, Philippe Gaulier e Ariane Mnouchkine, alicerçando-se na experiência da Ação Física, como pesquisada por Constantin Stanislávski e Jerzy Grotowski. Atualmente, ministra cursos, treinamentos e aulas avulsas na Secretaria Municipal de Educação do Rio de Janeiro (SME-RJ), no Centro de Capacitação Profissional em Artes Cênicas (CCPAC) e em outras instituições.

Culturas Somáticas e Processos Criativos

com Paulo Mantuano e Dani Lima

10 a 14/02 10h às 13h

Neste curso abordaremos o diálogo de técnicas da educação somática para o levantamento e conhecimento das potencialidades criativas inerentes ao corpo. Esta proposta é resultado de anos de parceria entre a pesquisadora, coreógrafa e diretora Dani Lima e o pesquisador do movimento humano Paulo Mantuano.

Contribuição: 

Antecipada: R$ 350 até dia 10/01 

Sugerida: R$ 450

Inscrições:

email: paulomantu@gmail.com

Paulo Mantuano Formado em fisioterapia e Dança Contemporânea, desde 1994 ministra aulas de contato em instituições educacionais de dança no Rio de Janeiro e pelo Brasil. Atualmente é professor de Contato nos cursos de pós-graduação da Faculdade Angel Vianna. Em seus processos didáticos utiliza de técnicas e métodos da educação somática numa abordagem denominada “Corpo em Potência”, e deste modo atua na área de Dança, circo e teatro como preparador e diretor de movimento. Atualmente trabalha como diretor de movimentos com o “Armazém cia de Teatro” em Angels in America, na peça “Altamira 2042” de Gabi Cunha e "Eu, Moby Dick"de Renato Rocha.

Dani Lima bailarina e coreógrafa vive e trabalha no Rio de Janeiro. Foi fundadora da Intrépida Trupe, grupo que integrou por 13 anos. Em 1997 criou sua companhia com a qual tem realizado diversos espetáculos, residências e workshops em instituições artísticas e festivais por todo Brasil e na Europa. Seus trabalhos mais recentes, 100 gestos (2012) e Pequena Coleção de todas as coisas (2013), Emoticon|Série Dança Carioca (2016) foram destacados pela crítica especializada. www.ciadanilima.com.br

Workshop Maquiagem e Fantasia de Carnaval

com Gabriela Kolto

10 a 13/02 14h30 às 17h

Neste curso você aprenderá técnicas de maquiagem artística corporais, tanto do ponto de vista pictórico quanto decorativo com o uso de pinturas específicas para arte corporal, tintas naturais (algumas que serão usadas : urucum e argilas de diferentes cores e propriedades) e tambem fabricação de apliques com tecidos, diversidade de objetos, materiais naturais e recursos que complementarão a pintura do corpo para uma Caracterização desejada. Praticaremos a pintura e maquiagem sobre o próprio corpo e também sobre modelos convidados, Aplicar a técnica em outras pessoas é uma aprendizagem fundamental para desenvolver os traços e fluidez na pintura corporal e maquiagem. Serão feitos registros fotográficos dos processos e finalização das criações.

Contribuição: 

Antecipada: R$ 220 com materiais e R$ 170 sem materiais

Sugerida: R$ 250 com materiais e R$200 sem materiais

Inscrições:
gabriela.kolto@gmail.com 

Gabriela Kolto, Uruguaia, estudou Desenho e Pintura Profissional na Escola de Artes Pedro Figari em Montevidéu e também Pintura de Corpo - body painting com o artista uruguaio Horacio Veneziano. Deu aulas de pintura de corpo no Uruguai, foi diretora de pintura corporal para conjuntos de carnaval e teatro, dirigiu e também participou de desfiles de body painting. Atende o público infantil fazendo maquiagem de crianças em festas, em projetos sociais e também dando aulas de desenho e pintura para os pequenos,dirigiu pintura do corpo para Subversos um grupo vocal com uma proposta artística de Rio de Janeiro,fiz maquiagem para Maracatu Baque Mulher Rj e dirigiu DesFil- Desfile de pintura Corporal para FIL - Festival Internacional Intercâmbio de Linguagens em Rio de Janeiro,tem um projeto de nome Mulher semente que trata de pintar corpos de mulheres com inspiração a palavras e cores e histórias que falam as mesmas, também neste projeto se criam pinturas em gestantes,Participou criando maquiagem para Bloco Dalí Saiu mais cedo em carnaval 2019 e fez maquiagem para projeto SEIVA de cosmetología natural.

 

 

Roteiro para Video Dança

17 a 20/02

Período: 14h às 17h

com Michel Schettert 

Oficina voltada para pessoas interessadas na dança da câmera, na escrita da imagem e no planejamento de uma cena. Desenvolver o olhar cinematográfico através da dança em fluxo. Imaginar o gesto na realização de planos. Coreografar uma tomada de/para tela. Video Dança tem suas raízes unidas pela cinese, sinônimo de movimento. Por isso a oficina introduz a criação em Video Dança tal como o ato de organizar o movimento, tanto da imagem quanto do corpo, através da rítmica existente entre sujeito, objeto e arquitetura. Inclui-se técnicas para a roteirização de Video Dança.

Contribuição: R$ 150 / 140 / 120

Inscrições

gmail: michelcine@gmail.com

Michel Schettert Atua na área de audiovisual há 10 anos. Tem experiência como fotógrafo, cinegrafista e editor. Trabalhou em produtoras como Urca Filmes e Video Filmes, participando de projetos como "Ed Mort" (série de TV) e "Deslembro" (longa-metragem). Pesquisa a relação entre cinema e corpo desde 2014. Exibiu trabalhos em festivais internacionais, entre eles o DançaEmFoco, o CultDance e o CineDans. Tem mestrado profissional em linguagens e tecnologias da comunicação pela UFRJ, onde deu aulas sobre Videodança.

 
 
 
 
 
 
 
 
 
 

ESPAÇO MOVA

Rua Hermenegildo de Barros, 73

Alto Glória - Rio de Janeiro - RJ

RECEBA NOSSOS EVENTOS E ATUALIZAÇÕES